Empresas escolhem Youtube e Instagram para investir em Marketing Digital

Empresas escolhem Youtube e Instagram para investir em Marketing Digital

Pesquisa da HubSpot revela que Youtube e Instagram são preferência na hora de escolher onde investir em Marketing Digital

Um levantamento feito pela HubSpot com público da América Latina em 2018 apurou que o Youtube e o Instagram são as principais redes escolhidas na hora de pensar em investimentos de marketing digital. Entre os participantes, 55% citaram o YouTube como principal plataforma a receber investimentos, seguida pelo Instagram, com 53%.

Esse pode ser um bom dado para lembrar algumas empresas que estão com dificuldade de inserir nas suas estratégias de comunicação os influenciadores e microinfluenciadores digitais. Essas plataformas são muito bem exploradas por eles e pelo que mostra o mercado, já é também uma preferência de muitas empresas.

Claro que nem sempre o que é bom para uma empresa ou até mesmo para o seu concorrente pode ser bom para o seu negócio. Mas os resultados devem ser o principal motivo para essa escolha. A pesquisa revela que os esforços das equipes de marketing estão na conversão de leads em clientes, 75%, aumentar o tráfego para o site, 47%, aumentar a receita derivada de clientes da casa, 45% e comprovar o ROI das atividades de marketing, 31%.

O estudo foi realizado com a participação voluntária de profissionais de diretoria executiva, CEOs e CMOs.

Vale uma reflexão sobre o assunto.

Acompanhe a matéria com outros resultados da pesquisa no Meio e Mensagem

Por Geiza Mesquita, Consultora de Comunicação e Mídias Sociais

Como criar um perfil corporativo no Linkedin

Como criar um perfil corporativo no Linkedin

O Linkedin é atualmente a maior rede social em atividade dedicada exclusivamente a perfis de profissionais e empresas.

Se antes ele era visto apenas como um ambiente para divulgar oportunidades profissionais, hoje ele se apresenta como uma excelente oportunidade para negócios. Isso porque é possível se utilizar da rede por diversos recursos para divulgação não só de vagas, mas como posicionamento profissional, aconselhamento de carreira, acesso a informações do setor de atuação e exposição das atividades de uma empresa.

O Linkedin é mais uma rede social a ser considerada em uma boa estratégia de marketing. Pensando nisso, destaquei algumas informações que podem ser relevantes sobre a rede e darei uma orientação sobre como você pode fazer um perfil para a sua empresa.

A RELEVÂNCIA DO LINKEDIN PARA EMPRESAS

O Linkedin foi criado em 2002, na Califórnia, nos Estados Unidos. Dezesseis anos após a sua criação, considera-se que tenha em torno de 500 milhões de usuários em todo o mundo. Desse total, calcula-se que em torno de 29 milhões são brasileiros, dentre milhares de profissionais e empresas de diferentes perfis e nichos.

A rede social é conhecida por profissionais do marketing como a melhor alternativa no chamado marketing B2B, ou seja, para “Business to Business”, ou seja, essa expressão refere-se, em outras palavras, a transações de compra e venda entre empresas.

Há uma pesquisa que aponta que aproximadamente cerca de 80% dos leads em B2B provém do Linkedin. De fato, mais de 90% das empresas desse segmento investem nessa rede social.

Além disso, o Linkedin possibilita a criação e a divulgação de conteúdos de interesse do público que uma empresa quer atingir.  E permite também que se realize campanhas com uma segmentação específica, podendo direcionar determinado tipo de publicidade para profissionais de uma determinada área.

Pode-se, ainda, construir um perfil com uma identidade visual própria, que transmita os valores que a marca deseja passar.

No perfil, além das informações de contato, deve constar um pequeno texto informativo sobre a área de atuação da empresa, como explicarei a seguir.

CRIANDO UM PERFIL CORPORATIVO

Como já disse, criar um perfil para sua empresa no Linkedin é mais uma forma de anunciar os seus serviços e/ou produtos e criar oportunidades.

Para isso, você deve, antes de qualquer coisa, ter um perfil pessoal. Sua conta corporativa será feita a partir dele.

Feito isso, siga os seguintes passos: primeiro, clique em “crie uma Company Page”, constante no ícone “Soluções”.

Em seguida, defina uma URL para sua página. Tenha atenção para que o nome identifique bem a sua marca.

Selecione a opção “criar página”. Aqui, você deverá adicionar um email para contato. Depois disso, basta clicar em “comece já”.

É necessário ainda que você escreva uma descrição de seu negócio que tenha entre 250 e 2000 caracteres.

Aproveite esse espaço para colocar um pouco sobre a visão e os valores de sua empresa, além dos produtos que ela oferece. Se possível, fale um pouco sobre sua trajetória.

O perfil corporativo somente poderá ser visualizado após sua publicação. Portanto, não é possível uma pré-visualização.

Depois de terminado o processo de criação da página, é importante que você divida a administração dela com outros responsáveis, além de divulgá-la entre seus colaboradores.

É possível, por meio de uma Company Page, criar ainda uma Showcase Page. Com esta extensão, você pode dar evidência à sua marca ou a uma campanha específica.

Essa página é importante para que você possa fazer uma segmentação de público para suas divulgações.

 

UTILIZANDO SEU PERFIL DE MANEIRA CORRETA

Depois de feito seu perfil, é hora de pôr a mão na massa. Para isso, alguns cuidados devem ser tomados. Isso porque você deve ter em mente que o Linkedin não é uma rede social feita para que se possa vender produtos ou serviços. Na realidade, novas oportunidades de negócios podem surgir, mas essa não é a finalidade da plataforma. Trata-se, antes, de um espaço para que você possa criar novas relações, em outras palavras, fomentar o seu social network dentro do seu segmento.

Recomendo que você leia com atenção as regras da página antes de começar a se utilizar de seu perfil. E ao iniciar o uso, tente acompanhar a eficiência de suas publicações. Para isso, utilize os recursos da própria página.

Quanto ao teor das publicações, lembre-se: trata-se de uma rede social relacionada a negócios e a trabalho. Portanto, postagens descontraídas podem não ser adequadas ao ambiente dessa rede.

Mais uma vantagem para você que decidiu ter uma página nesse site é a possibilidade de encurtar os laços entre os seus colaboradores.

Aqui procurei dar algumas dicas de como criar uma página corporativa para a sua empresa, mas se precisar de uma ajuda profissional ou queira desenvolver uma estratégia de comunicação que também insira o Linkedin como canal de divulgação, posso te ajudar.

Por Geiza Mesquita, Consultora de Comunicação e Redes Sociais

Você está preparado para o SAC nas redes sociais?

Você está preparado para o SAC nas redes sociais?

Caso da Sadia nas redes sociais ganha repercussão ao responder com criatividade “irmã mais nova”

Recentemente uma consumidora da Sadia gerou uma polêmica na internet ao perguntar na página do Facebook da empresa porque as embalagens de Nuggets vinham com 13 unidades.  Ela como irmã mais nova questionava porque na divisão sempre ficava com um a menos. O post foi compartilhado por 64 pessoas, 1.600 reagiram e outras 275 comentaram.

Com criatividade a Sadia respondeu a consumidora e gerou um buzz na internet. Rapidamente, o assunto ganhou destaque.

A pergunta da consumidora foi claramente pensada como uma oportunidade de transformar aquele que poderia ser um comentário negativo em algo bem-humorado e que valorizasse o produto. Ainda a premiando com os nuggets tão disputados por ela.

A experiência da consumidora pode te fazer pensar se você está preparado para realizar esse tipo de atendimento nas redes sociais. Philip Kotler, um dos maiores especialistas em marketing, apresentou diversos conceitos ao longo dos anos, o mais comentado nas redes sociais é o marketing 2.0. Conhecido como SAC 2.0, ele utiliza os canais digitais para prestar atendimento aos clientes. E é claro, que dentro de desse conceito é preciso também estabelecer um monitoramento das ações e reações dos clientes para que as empresas possam reagir o mais rápido possível. Exatamente como o caso da Sadia.

Ao realizar um planejamento estratégico de mídias sociais, um dos pontos a ser levantado é como será realizado o SAC 2.0. Você já pensou como a sua empresa age na internet nesses casos? Ou em quantas oportunidades você já perdeu de transformar algo que poderia ser negativo em positivo?  Um especialista em planejamento estratégico de mídias sociais pode apresentar diversas soluções para a sua empresa. Esteja preparado. O seu consumidor é o grande responsável pela reputação da sua marca.

Por Geiza Mesquita

www.geizamesquita.com.br