Marcas de mídia brasileiras se unem ao Google no combate às Fake News

Marcas de mídia brasileiras se unem ao Google no combate às Fake News

Com foco na transparência das eleições presidenciais, parceria destaca transmissão dos debates pela Band no Youtube e a integração do assistente de voz com veículos da Globo.

É uma preocupação constante das grandes marcas de mídia as notícias falsas que são divulgadas nas redes sociais no Brasil. Pensando nisso a Band, CBN, Jovem Pan, Veja, O Globo e TV Globo acabam de fechar uma parceria com o Google buscando combater às Fake News que assombram os leitores da web. O anúncio foi feito pela gigante de tecnologia em um evento para o mercado brasileiro.

A parceria prevê que os debates eleitorais realizados pela Band serão transmitidos diretamente pelo Youtube, contando com uma cobertura pré, durante e pós-debate, garantindo a transparência do que será veiculado na emissora.

O Google também desenvolveu novas ferramentas de busca por informações dos candidatos. A empresa fechou parceria com CBN, Jovem Pan, O Globo, Rádio Globo, TV Globo e Veja para o uso do assistente de voz. Os usuários do Android poderão ter acesso ao conteúdo de notícias dos veículos pelo Google Assistente.

Uma outra iniciativa do projeto diz respeito ao Google News. O principal objetivo da ferramenta é oferecer informação precisa e de qualidade e prevê parceria com jornalistas da Abril, O Globo e Diários Associados.

Todas são medidas para reduzir o impacto das Fake News e aumentar a transparência da cobertura do processo eleitoral.

Com informações do Google e Meio e Mensagem

Jornal estabelece conduta para jornalistas em redes sociais e gera polêmica

Jornal estabelece conduta para jornalistas em redes sociais e gera polêmica

New York Times quer isenção de seus jornalistas

Na coluna de domingo, 15 de outubro, o Blog Porta 23, da jornalista especialista em tecnologia, Cristina de Luca, destacou as normas estabelecidas pelo jornal New York Times para o uso de redes sociais pelos seus jornalistas. Conforme as informações da coluna  e as críticas geradas pelos leitores do jornal os comentários seguidos da publicação da política surpreenderam. É que os leitores esperam sim que os formadores de opinião, contribuam com um contexto adicional para notícias importantes, principalmente no Twitter.

No Brasil essa prática também é comum, temos grandes jornalistas do setor de política e economia comentando diariamente as movimentações e decisões de Brasília.

Cristina De Luca faz uma excelente reflexão sobre essa conduta e como nós jornalistas devemos nos comportar e atuar nas redes sociais e sobre como os leitores, consumidores dessas informações, devem observar essa exposição da opinião que muitas vezes não é só profissional e sim pessoal desses profissionais.

O que você, jornalista, pensa a respeito? E você, leitor?

Saiba quais são as normas estabelecidas pelo Jornal New York Times

Acompanhe a coluna na íntegra. Blog Porta 23 – Cristina De Luca – 15 de Outubro