Crise dos impressos X oportunidade

Crise dos impressos X oportunidade

Em um curto período pelo menos duas empresas de mídia impressa anunciaram o encerramento de suas atividades no mercado Brasileiro. Será só uma amostra de uma crise profunda no setor ou uma grande oportunidade de melhorias surgindo no mercado?

No início do mês a Editora Abril anunciou o fechamento de cerca de uma dezena de títulos, dentre eles estão revistas femininas, como Elle e Cosmopolitan Nova, as dedicadas ao setor de decoração, como Casa Claudia, Arquitetura & Construção e Minha Casa. Títulos como Boa Forma, Veja Rio e Mundo Estranho também deixarão de circular. Revistas consideradas consolidadas no mercado.Em seguida, a Editora Escala anunciou o fechamento das revistas Tititi, Minha Novela, Conta Mais, TV Brasil e 7 Dias.

É claro que a crise dos impressos vem se agravando ao longo dos anos. Alguns alegam que o alto custo de distribuição e quedas de receitas de publicidade seriam os principais motivos para consumir parte do lucro do setor.

Mas também sabemos que a crise na imprensa reflete um movimento de adaptação frente ao crescimento das mídias digitais onde é preciso se reinventar para ganhar a atenção dos leitores. Quase todos os temas principais dessas publicações, hoje são encontrados com certo imediatismo na web. Talvez essa seja uma oportunidade desses grupos se reinventarem e concentrarem seus esforços na produção de um conteúdo exclusivo, bem apurado e diferenciado para os leitores.

Há também uma outra preocupação, em um ambiente onde diariamente se produz uma quantidade infindável de informação, dificilmente conseguimos checar se elas são verdadeiras. E por conta disso, há um crescimento exponencial das chamadas fake news.  Tanto grandes grupos de comunicação como empresas responsáveis pelas principais redes sociais no mundo trabalham para reduzir as fake news no ambiente digital. O que também cria um ambiente favorável para que o mercado impresso se reinvente com criatividade e qualidade, sem que haja uma disputa entre os ambientes. Afinal o principal produto do jornalismo nunca foi somente informação, sempre foi a credibilidade que ele transmite.

Deixando de lado a crise, o momento pode ser bem favorável para avaliar novas oportunidades.

Geiza Mesquita Comunicação

www.geizamesquita.com.br

Quando um negócio precisa de uma assessoria de imprensa?

Quando um negócio precisa de uma assessoria de imprensa?

Cenários que motivam a contratação de uma assessoria de imprensa

Muitos profissionais ainda se perguntam o que uma assessoria de imprensa poderia agregar de valor a sua empresa ou negócio. Outros têm dificuldade de visualizar a real necessidade desse investimento por não saber mensurar o seu retorno. Costumo dizer que a melhor maneira de pontuar essas questões é observando algumas situações reais.  Separei sete cenários em que a contratação de um assessor de imprensa pode efetivamente impulsionar os negócios de um profissional ou empresa, seja de pequeno, médio ou grande porte.

1. Estou abrindo um negócio

Você tem uma nova empresa e quer mostrar o que ela está oferecendo para o mercado. Você acredita que uma campanha com um anúncio no jornal dá mais credibilidade do que uma matéria espontânea falando do seu produto? O papel do assessor é justamente apresentar a sua empresa ao formador de opinião para que ele possa falar da maneira mais espontânea possível no canal de comunicação mais adequado para que o seu público final se identifique verdadeiramente e compre o seu produto ou serviço.

2. Quero vender mais

Se você já tem uma empresa, mas quer incrementar as suas vendas, também pode recorrer a Assessoria de Imprensa. Faz parte do trabalho do assessor buscar pautas para a divulgação da empresa. Um dos recursos utilizados é acrescentar depoimentos de clientes nas matérias que envolvam o seu produto, dando uma recomendação pública, uma comprovação social das qualidades do seu serviço/produto que reverbera em mais e mais pessoas.   

3. Meus concorrentes são mais fortes

Já parou para pensar que se eles estão saindo naquele jornal tão desejado por todos, com uma matéria que você poderia participar é porque pode ter alguém intermediando esse contato? Se estão tendo mais visibilidade na imprensa do que a sua empresa, esse pode ser o primeiro sinal de que está na hora de investir em uma Assessoria.

4. Quero captar novos investidores

Um assessor de imprensa pode ser fundamental para anunciar os resultados e perspectivas de crescimento da sua empresa e negócio para a imprensa. Matérias publicadas podem ajudar na captação de novos investidores para o negócio, além de deixar os atuais ainda mais seguros sobre a reputação da empresa.

5. Estou com uma crise de imagem

Situações de crise ganham muita força rapidamente na imprensa assim como nas redes sociais. Nesse momento um assessor é capaz de gerenciar, orientar porta-vozes e criar um plano para minimizar os impactos negativos na imagem da empresa. O trabalho pode ser contratado na ocasião da crise, mas sabemos que uma empresa que mantém um trabalho de comunicação a longo prazo costuma estar mais preparada para lidar com essas circunstâncias.

6. Não posso investir mais em publicidade

Com a crise dos últimos anos, as empresas têm reduzido drasticamente as verbas da publicidade tradicional, concentrando seus esforços em redes sociais. Sabemos que as estratégias de comunicação que contemplam também a assessoria de imprensa, além de oferecerem mais credibilidade, complementam as estratégias de marketing digital oferecendo facilmente links rastreáveis pelas buscas orgânicas de SEO, otimizando investimentos em anúncios digitais.

7. Lançamento de um novo produto

Sua empresa já tem uma trajetória e agora está lançando um novo produto. Por que não usar essa oportunidade para ganhar espaço na mídia? Com uma boa estratégia desenvolvida pelo assessor é possível ter resultados que darão maior visibilidade ao seu produto, inclusive utilizando recursos como influenciadores com destaque na web.

Esses são apenas alguns exemplos em que o trabalho do assessor de imprensa pode impulsionar os negócios de sua marca. O crescimento da empresa e o estabelecimento de um canal de comunicação sólido com os formadores de opinião e outros stakeholders contribuem para a construção de uma marca com credibilidade no mercado que atrai novos consumidores/clientes ou mesmo investidores. E você, já viveu algum desses cenários? Faça dessas situações uma oportunidade de investir na sua imagem e reputação.

Geiza Mesquita é consultora de comunicação e assessora de imprensa