Como aumentar as vendas do seu comércio de bairro com as redes sociais

Como aumentar as vendas do seu comércio de bairro com as redes sociais

A importância do comércio de bairro

Quem não já acordou em um domingo de manhã e pensou: “hoje vou tomar café na padaria da esquina”? Ou esqueceu de comprar algo para receber os amigos e correu na venda mais próxima de casa? Ou quem sabe foi naquele bazar que você encontra desde uma lâmpada até uma agulha de costura que precisa de última hora? Ah! O comércio de bairro é mesmo salvador!

Sabemos que a localização de um negócio é um aspecto que pode ser decisivo para o seu sucesso. No caso de pequenas lojas de bairros, esse é um ponto crucial. Isso porque esse tipo de comércio atende a demandas localizadas e, em alguns casos, pode até atrair uma clientela de outras regiões, desde que ofereça um diferencial. E diferencial é algo que os pequenos comércios costumam fazer bem, muito por conta do atendimento personalizado, mais humanizado, proporcionado por uma demanda menor do que a de grandes empresas, o que possibilita maior nível de satisfação e fidelização.

Quando o “boca a boca” passou a ser feito por um clique

Durante muitos anos, a chave do sucesso de muitos pequenos comércios sempre foi o famoso “boca a boca”, a indicação de amigos e vizinhos e muitas vezes, a facilidade de ser o único comércio do setor no bairro. Mas com o surgimento de novos concorrentes, a pulverização da clientela e as redes sociais, essa estratégia passou a não satisfazer mais os comerciantes, que ao longo dos anos viram seus pequenos comércios perderem a força de anos de tradição.

Investir em uma estratégia nas redes sociais, onde é possível atingir o público certo, dentro da sua localização, se tornou imprescindível e um diferencial para os comércios de bairro, além de ser um investimento de comunicação que cabe no bolso de pequenos comerciantes.

No Facebook, por exemplo, é possível segmentar seus anúncios por região. Criar estratégias que te aproximem ainda mais do seu público. Divulgar os diferenciais dos serviços oferecidos e produtos por meio de fotos e vídeos que podem gerar engajamento e fomentar novas oportunidades de vendas.

Essas ferramentas são, ainda, canais abertos de comunicação com clientes, permitindo ainda que eles entrem em contato diretamente com sua loja, estreitando ainda mais o relacionamento com o cliente. E já sabemos que as indicações hoje podem vir por meio de um clique nas redes sociais.

Vantagens de estar nas redes sociais

A principal vantagem é estabelecer uma interação ainda maior entre o comércio e o público, destacando principalmente as experiências dos clientes durante todo o seu processo de compra.

Outro dado muito benéfico do trabalho nas redes, é que é possível se estabelecer metas e trabalhar em cima de dados reais para que elas sejam alcançadas. As métricas produzidas pelas redes sociais podem comprovar a eficiência das ações realizadas e conduzir outras ações dentro da estratégia de vendas do comércio.

Outro ponto de destaque é a possibilidade de segmentar o perfil exato do seu público, direcionando a sua divulgação para pessoas que realmente tenham interesse no seu produto ou negócio, diferente de uma mídia tradicional normalmente utilizada pelo comércio de bairro.

Não basta estar nas redes, tem que cuidar – Dicas de como explorar as redes

Agora que você já compreendeu a importância e as vantagens de estar nas redes sociais, deve saber que é preciso cuidar dela também. Deve usá-la como forma de se comunicar e se aproximar do seu público, mas com objetivos bem definidos.

Uma sugestão é direcionar a sua comunicação a um cliente ideal, ou mais conhecido como persona, que deve demonstrar bem quem é o seu cliente, com dados sobre o comportamento e características demográficas ou que tenha uma história que represente bem o seu cliente. Publique para ele. Pense nele ao escrever ou tirar uma foto.

Tente refletir bem o clima positivo do seu comércio. Valorize os funcionários, o produto que os clientes só encontram lá, o tempo que ele está no bairro, as histórias que as pessoas têm para contar da sua loja. Seu conteúdo quer vender, mas pode ser muito mais agradável se for envolvente e também contar histórias.

Crie promoções que possam ser divulgadas nas redes, mas lembre-se que elas precisam ser honradas sempre, sob pena de não cumprir o Código de Defesa do Consumidor e perder a confiança do seu cliente. Respeite sempre as regras.

Envolva o seu público em uma campanha do bairro. Afinal seu comércio tem valor para a comunidade local.

E lembre-se de interagir com seus clientes caso comentem algo. Seja gentil e cordial. Convide-o a conhecer ou retornar a sua loja.

Pode parecer fácil realizar o trabalho, mas estar à frente do seu negócio consome a maior parte do seu tempo, por isso um profissional especializado em planejamento de redes sociais pode te ajudar.  Usar a estratégia, ferramentas corretas e analisar as métricas fornecidas pelas mídias pode potencializar ainda mais as metas estabelecidas para seu comércio.

Dessa vez, contamos como as redes sociais podem te ajudar a aumentar as vendas do seu comércio. Continue acompanhando sempre as novas dicas sobre marketing digital, comunicação e planejamento no nosso blog e redes: Facebook, Instagram e Linkedin

 

Geiza Mesquita

Jornalista e Gestora de Redes Sociais

www.geizamesquita.com.br

Microinfluenciadores

Microinfluenciadores

Parceiros para divulgar pequenas e médias empresas

É muito comum pequenas e médias empresas terem um produto diferenciado, mas não saberem como destacá-lo no ambiente digital. A busca para atingir maior visibilidade pode contar com uma estratégia diferenciada: a parceria com microinfluenciadores.

Hoje eles já são milhares, e  apesar de não terem uma audiência tão grande quanto as celebridades nacionais, possuem alguns diferenciais: costumam ter um público altamente qualificado, segmentado e engajado, além de participarem ativamente da sua própria comunidade. Assim em muitos casos, microinfluenciadores acabam sendo uma excelente escolha na hora de dar mais visibilidade a sua marca.

Se optar por essa estratégia, lembre-se que é preciso analisar muito além do número de likes e seguidores do canal de mídia escolhido para trabalhar. Pesquise sobre seu real poder de opinião ou autoridade com o público e o enquadramento ideal desse público ao seu negócio. Estudo divulgado pela Qualibest em junho de 2018 aponta que os microinfluenciadores são os maiores direcionadores no momento que o consumidor opta por um serviço ou produto, só perdendo para parentes e amigos. Dos participantes do estudo, 49% disseram ser influenciados por esses criadores de conteúdo.

A pesquisa revela que com 39% das preferências estão os sites de reviews e blogs, 34% sites oficiais de marcas seguidos por 26% de publicidade na internet, 22% vendedor, 17% propaganda em TV e rádio e 4% em anúncios impressos. O levantamento foi realizado entre os dias 7 e 21 de março com 700 pessoas por meio de questionário online. Os entrevistados são de todas as classes e com idades entre 20 e 29 anos. Do montante, 76% afirmam seguir ao menos um influenciador digital. Deste grupo, as redes sociais mais utilizadas são Facebook, 92%, YouTube, 90%, Instagram, 73%, Twitter, 31% e SnapChat, 23%.

Para obter o máximo de resultado para o seu negócio com  microinfluenciadores, o ideal é buscar orientação de um profissional especialista em mídias sociais para o desenho da melhor estratégia. Explore essa possibilidade e avalie os resultados.

Geiza Mesquita

Jornalista e consultora de redes sociais  

Empresas escolhem Youtube e Instagram para investir em Marketing Digital

Empresas escolhem Youtube e Instagram para investir em Marketing Digital

Pesquisa da HubSpot revela que Youtube e Instagram são preferência na hora de escolher onde investir em Marketing Digital

Um levantamento feito pela HubSpot com público da América Latina em 2018 apurou que o Youtube e o Instagram são as principais redes escolhidas na hora de pensar em investimentos de marketing digital. Entre os participantes, 55% citaram o YouTube como principal plataforma a receber investimentos, seguida pelo Instagram, com 53%.

Esse pode ser um bom dado para lembrar algumas empresas que estão com dificuldade de inserir nas suas estratégias de comunicação os influenciadores e microinfluenciadores digitais. Essas plataformas são muito bem exploradas por eles e pelo que mostra o mercado, já é também uma preferência de muitas empresas.

Claro que nem sempre o que é bom para uma empresa ou até mesmo para o seu concorrente pode ser bom para o seu negócio. Mas os resultados devem ser o principal motivo para essa escolha. A pesquisa revela que os esforços das equipes de marketing estão na conversão de leads em clientes, 75%, aumentar o tráfego para o site, 47%, aumentar a receita derivada de clientes da casa, 45% e comprovar o ROI das atividades de marketing, 31%.

O estudo foi realizado com a participação voluntária de profissionais de diretoria executiva, CEOs e CMOs.

Vale uma reflexão sobre o assunto.

Acompanhe a matéria com outros resultados da pesquisa no Meio e Mensagem

Por Geiza Mesquita, Consultora de Comunicação e Mídias Sociais

Como criar um perfil corporativo no Linkedin

Como criar um perfil corporativo no Linkedin

O Linkedin é atualmente a maior rede social em atividade dedicada exclusivamente a perfis de profissionais e empresas.

Se antes ele era visto apenas como um ambiente para divulgar oportunidades profissionais, hoje ele se apresenta como uma excelente oportunidade para negócios. Isso porque é possível se utilizar da rede por diversos recursos para divulgação não só de vagas, mas como posicionamento profissional, aconselhamento de carreira, acesso a informações do setor de atuação e exposição das atividades de uma empresa.

O Linkedin é mais uma rede social a ser considerada em uma boa estratégia de marketing. Pensando nisso, destaquei algumas informações que podem ser relevantes sobre a rede e darei uma orientação sobre como você pode fazer um perfil para a sua empresa.

A RELEVÂNCIA DO LINKEDIN PARA EMPRESAS

O Linkedin foi criado em 2002, na Califórnia, nos Estados Unidos. Dezesseis anos após a sua criação, considera-se que tenha em torno de 500 milhões de usuários em todo o mundo. Desse total, calcula-se que em torno de 29 milhões são brasileiros, dentre milhares de profissionais e empresas de diferentes perfis e nichos.

A rede social é conhecida por profissionais do marketing como a melhor alternativa no chamado marketing B2B, ou seja, para “Business to Business”, ou seja, essa expressão refere-se, em outras palavras, a transações de compra e venda entre empresas.

Há uma pesquisa que aponta que aproximadamente cerca de 80% dos leads em B2B provém do Linkedin. De fato, mais de 90% das empresas desse segmento investem nessa rede social.

Além disso, o Linkedin possibilita a criação e a divulgação de conteúdos de interesse do público que uma empresa quer atingir.  E permite também que se realize campanhas com uma segmentação específica, podendo direcionar determinado tipo de publicidade para profissionais de uma determinada área.

Pode-se, ainda, construir um perfil com uma identidade visual própria, que transmita os valores que a marca deseja passar.

No perfil, além das informações de contato, deve constar um pequeno texto informativo sobre a área de atuação da empresa, como explicarei a seguir.

CRIANDO UM PERFIL CORPORATIVO

Como já disse, criar um perfil para sua empresa no Linkedin é mais uma forma de anunciar os seus serviços e/ou produtos e criar oportunidades.

Para isso, você deve, antes de qualquer coisa, ter um perfil pessoal. Sua conta corporativa será feita a partir dele.

Feito isso, siga os seguintes passos: primeiro, clique em “crie uma Company Page”, constante no ícone “Soluções”.

Em seguida, defina uma URL para sua página. Tenha atenção para que o nome identifique bem a sua marca.

Selecione a opção “criar página”. Aqui, você deverá adicionar um email para contato. Depois disso, basta clicar em “comece já”.

É necessário ainda que você escreva uma descrição de seu negócio que tenha entre 250 e 2000 caracteres.

Aproveite esse espaço para colocar um pouco sobre a visão e os valores de sua empresa, além dos produtos que ela oferece. Se possível, fale um pouco sobre sua trajetória.

O perfil corporativo somente poderá ser visualizado após sua publicação. Portanto, não é possível uma pré-visualização.

Depois de terminado o processo de criação da página, é importante que você divida a administração dela com outros responsáveis, além de divulgá-la entre seus colaboradores.

É possível, por meio de uma Company Page, criar ainda uma Showcase Page. Com esta extensão, você pode dar evidência à sua marca ou a uma campanha específica.

Essa página é importante para que você possa fazer uma segmentação de público para suas divulgações.

 

UTILIZANDO SEU PERFIL DE MANEIRA CORRETA

Depois de feito seu perfil, é hora de pôr a mão na massa. Para isso, alguns cuidados devem ser tomados. Isso porque você deve ter em mente que o Linkedin não é uma rede social feita para que se possa vender produtos ou serviços. Na realidade, novas oportunidades de negócios podem surgir, mas essa não é a finalidade da plataforma. Trata-se, antes, de um espaço para que você possa criar novas relações, em outras palavras, fomentar o seu social network dentro do seu segmento.

Recomendo que você leia com atenção as regras da página antes de começar a se utilizar de seu perfil. E ao iniciar o uso, tente acompanhar a eficiência de suas publicações. Para isso, utilize os recursos da própria página.

Quanto ao teor das publicações, lembre-se: trata-se de uma rede social relacionada a negócios e a trabalho. Portanto, postagens descontraídas podem não ser adequadas ao ambiente dessa rede.

Mais uma vantagem para você que decidiu ter uma página nesse site é a possibilidade de encurtar os laços entre os seus colaboradores.

Aqui procurei dar algumas dicas de como criar uma página corporativa para a sua empresa, mas se precisar de uma ajuda profissional ou queira desenvolver uma estratégia de comunicação que também insira o Linkedin como canal de divulgação, posso te ajudar.

Por Geiza Mesquita, Consultora de Comunicação e Redes Sociais


Notice: ob_end_flush(): failed to send buffer of zlib output compression (1) in /home/geiza/public_html/wp-includes/functions.php on line 3818

Notice: ob_end_flush(): failed to send buffer of zlib output compression (1) in /home/geiza/public_html/wp-includes/functions.php on line 3818